Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 6 de abril de 2010

Ele vive!

foto de Arthur Porto


ELE tinha condição igual a Deus, mas não pensou tanto sobre si mesmo de modo a apegar-se às vantagens desta condição, não importasse o que haveria de vir. De forma nenhuma.

Quando chegou o tempo, ELE pôs de lado os privilégios da Divindade e assumiu a condição de escravo tornando-se homem. Tendo se tornado humano, permaneceu humano. Foi um incrível processo de humilhação.

ELE não reivindicou privilégios especiais. Em vez disso, viveu uma vida abnegada e obediente. Depois padeceu morte altruísta e obediente; o pior tipo de morte de então: a crucificação.

Por causa dessa obediência, Deus elevou-O e honrou-O muito acima de qualquer um ou qualquer coisa que já houve, de modo que todos os seres criados nos céus e sobre a Terra, mesmo os que há muito morreram e foram sepultados, se inclinarão em adoração perante JESUS CRISTO e proclamarão em louvor que ELE é o MESTRE DE TODOS, para a gloriosa honra de Deus, o Pai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário